livros

oquedeviamosterfeito.png

o que não devíamos ter feito

 

O ambiente narrativo desencadeado por Whisner Fraga transmuta-se num caleidoscópio de sutilezas estilísticas, em que muitas vezes prescinde da linearidade ou da coerência das histórias (pois onde há caos não há estabilidade formal, mas ruptura), e toma as rédeas uma entidade que subverte toda a ordem estabelecida e anacrônica, que é a primazia de uma linguagem peculiaríssima e sofisticada.

Ronaldo Cagiano

coreografiadosdanados.jpg
seres&sombras.jpg